Go to Top
Ícone da web - Avanzada 7

Este curso é destinado a pessoal técnico (engenheiros VoIP, programadores HTML5, arquitetos de rede, etc.) que queira perceber os conceitos básicos desta tecnologia com o intuito de realizar implantações de produtos ou novos serviços, bem como ficar a conhecer as diferentes opções de implementações existentes, tanto de mercado como baseadas na tecnologia open source. Depois de finalizado o curso, os formandos serão capazes de desenhar uma arquitetura de rede, dimensioná-la, bem como selecionar os diferentes fabricantes e/ou soluções que existem para cada um dos blocos que compõem uma solução WebRTC (gateway, servidor de meios, MCU, etc.) e que melhor se adaptem ao caso de uso que se queira implementar.

Formato à distância com Seminários Online (Webinar)

  • Os formandos podem assistir em casa ou no escritório, com qualquer computador ligado à internet (PC ou Mac).
  • Seguimento Personalizado. O formador estará online durante toda a sessão, explicando os conteúdos e propondo exercícios práticos.
  • Os formandos participam em tempo real, podendo ver, ouvir e interagir na sessão.

Público

  • Engenheiros de VoIP com necessidade de entender os conceitos básicos desta nova tecnologia e como pode impactar no seu desenho de rede.

Características do curso:

  • Duração: 3 dias (3 sessões online de 3 horas cada dia)
  • Tipo de Curso: Online. Sessões em tempo real
  • Tipo de Formação: Teórica e Prática
  • Língua do curso: Castelhano. Documentação em inglês
  • Horário habitual do Curso: De terça a quinta-feira das 15:00 às 18:00

O curso é ministrado por pessoal do Quobis, um dos fabricantes mais relevantes no mercado da tecnologia WebRTC, que domina o mercado dos serviços de aplicações com a sua família de produtos Sippo, especialmente na área de operadores de telecomunicações, grandes corporações e contact-center.

Agenda

A lista a seguir descreve os temas a serem tratados a alto nível durante o curso.

 

Dia 1:

 

Introdução à WebRTC: vamos explicar o “Quem é quem” no mundo WebRTC, os casos de uso típicos e cenários, como a WebRTC pode ser vista a partir da perspetiva do fornecedor de serviços e o que existe por trás dos casos de uso do IMS, incluindo a criação de Telco-OTT com aplicações WebRTC. Também vamos dedicar o nosso tempo a entender o que os organismos de normalização estão a fazer em termos de normalização e quais são os temas chave em discussão, incluindo tanto a sinalização e o plano de meios. Também vamos olhar para o suporte das APIs e códecs nos navegadores através de diferentes plataformas.

Sinalização em WebRTC: a sinalização em WebRTC não está uniformizada e existem diferentes opções para a sua implementação. Vamos rever as diferentes alternativas e as suas características (por exemplo, SIPoWS, REST APIs...), bem como as soluções que estão a ser adotadas na indústria.

Meios em WebRTC: vamos rever os padrões do IETF para perceber como são oferecidos os códecs de voz e vídeo por navegador, bem como fazer um “deep-dive” sobre os problemas de segurança do WebRTC, da SDES recentemente excluída até DTLS – SRTP, bem como uma análise passo a passo do protocolo SDP. Também vamos realizar uma explicação completa dos mecanismos usados para garantir a entrega dos meios extremo a extremo, tais como ICE , STUN, TURN e os problemas de NAT e firewalls.

 

Dia 2:

Gestão de identidades: a famosa expressão “Na internet ninguém sabe que você é um cachorro” (em inglês “On the internet nobody knows you’re a dog”) também se aplica às identidades WebRTC. Vamos recapitular os mecanismos mais habituais para a gestão de identidades utilizados na Web, que se podem adaptar aos cenários WebRTC. Vamos tratar as diferentes abordagens que se podem utilizar para confirmar a identidade dos utilizadores que participam numa sessão de WebRTC quando a autenticação e confirmação de identidade é um requisito obrigatório, por exemplo em serviços tarifáveis.

Revisão das ferramentas de debugging e Browser Developer Tools.

WebRTC APIs: a WebRTC tem a ver com APIs, isso é um facto. Apresentamos a API principal definida pelo W3C (getUserMedia, PeerConnection, etc.) e como são os principais parâmetros destas chamadas. Também vamos rever a API Datachannel para ampliar os casos de uso a outros cenários mais além da telefonia na web.

Segurança em WebRTC: a WebRTC herda uma parte dos possíveis ataques de VoIP de redes de telecomunicações e ainda acrescenta novos riscos ao misturar o mundo telco com o mundo internet. Vamos analisar as implicações chave da segurança nas implementações WebRTC, tanto na perspetiva de telecomunicações, como na perspetiva do navegador (interceção ilegal, ataques através de protocolo, poisoning, DDoS, etc.).

 

Dia 3:

Demonstrar a WebRTC: Ver para crer! Vamos mostrar uma série de demos com plataformas open source, tais como o Kamailio e o Asterisk.

Implementação de um cliente WebRTC simples. Vamos rever o código de um cliente WebRTC simples, baseado em bibliotecas Open Source. Também serão explicadas outras ferramentas proprietárias que facilitam o desenvolvimento de clientes WebRTC.

Implementação de um serviço de sinalização Open Source baseado em WebRTC. Vamos fazer a implementação rápida do Kamailio que possa receber tráfego de sinalização a partir do cliente WebRTC.

Integração de serviços de média em WebRTC. Mostramos como integrar servidores de meios que suportem os códecs usados em WebRTC. Vamos acrescentar um FreeSwitch à implementação anterior que permitirá oferecer recursos de media.

 

Pré-requisitos

O formando deve ter um portátil com Webcam para o desenvolvimento do curso, e deverá permitir instalar uma Virtual Box para montar Debian GNU/Linux.

 

Próximos cursos 2021



Está interessado nos nossos cursos de formação?